Um ponto de água gratuito para a população de Luanda sob o controlo do João Baptista Borges, Ministério da Energia e Águas

“Plano de Contingência de Combate à Epidemia de COVID-19”

Hoje, depois de testar atividades para uma campanha de distribuição gratuita de água potável a pessoas em zonas sem rede pública, o ministro da Energia e Águas anunciou o camião-cisterna Municipal.

Os que receberam o precioso líquido disseram ao ministro João Baptista Borges que a operação seria feita com a maior transparência possível e que não pagariam «gasa». Eles também abençoam a presença dos proprietários dos departamentos de eletricidade e água.

João Baptista Borges apelou aos munícipes para que participem o mais possível na comunicação dos desvios ao normal funcionamento e, para efeitos de distribuição gratuita, os camiões devem ter autocolantes com fundo amarelo nas portas e os veículos com fundo branco. em anexo. O pano de fundo é emoldurado por vendas controladas de água a um preço de 1.000 por 1.000 litros.

O Secretário de Estado visitou hoje a ETA Kapari, Centro de Quarentena/Isolamento do Bengo nos poços da Barra do Dande, Mayombe, Candelabro e Kifangondo e deixou algumas recomendações aos beneficiários.

O Ministro João Baptista Borges visitou vários distritos das regiões de Belas e Talatona para saber como está a ser feita a distribuição de água gratuita em Luanda e também para saber, por exemplo, os impactos negativos que contribuem para o congestionamento e outras proliferações. para ver se havia algum lado. coronavírus pode.

Essa ação também foi baseada em recomendações feitas na reunião do último sábado. Lá foi recomendado inspecionar todas essas atividades.

Os residentes devem comunicar quaisquer infrações ao telefone 939 96 61 60.

Assessoria de Comunicação Institucional e de Imprensa, 13 de abril de 2020

 

Artículos recientes

Historias relacionadas