João Baptista Borges uma nova aposta na agricultura e energia em Luanda

O 1º Fórum Económico União Europeia/Angola acaba de terminar em Bruxelas. Representantes de alto nível do bloco europeu e  instituições de Luanda conduziram esta quinta-feira um intenso dia de contactos, reunindo mais de 800 participantes sobre a desejada diversificação económica de Angola. Os setores investigados foram agricultura e pesca, ou  energia e água.

Angola tem historicamente produzido café e cereais, mas perdeu escala em apostas avassaladoras a favor do sector petrolífero.

De acordo com João Baptista Borges há uma necessidade urgente de reduzir a dependência de Angola das exportações de hidrocarbonetos.

O ministro da Agricultura e Pescas, António Francisco de Asis, foi, portanto, um dos membros mais concentrados da delegação de alto nível de funcionários de Luanda que esteve presente na capital belga.

Ele confirma primeiro que, no caso do café, apostar na agricultura  já impactou a  produção local de alimentos. A Europa e o mundo estão em crise energética devido à invasão  da Ucrânia pela Rússia.

João Baptista Borges diz dados que absolutamente devem ser tidos em conta nesta nova conjuntura global e neste primeiro fórum económico entre a União Europeia e Angola.

Como reconhece o Ministro da Energia e Águas de Angola, João Baptista Borges.

Artículos recientes

Historias relacionadas