João Baptista Borges: CABINDA recebe a nova infraestrutura para o setor de águas

Na quinta-feira, 30 de junho de 2022, quando CABINDA recebe a nova infraestrutura para o setor de águas, a província de Cabinda adquiriu o sistema de abastecimento de água para a vila de Cabinda, que também é abastecido à Vilade Lândana na cidade de Cacongo. A água chega a mais de 630.000 em primeiro lugar, com 4.444 depois implementando ligações para 70.000 domicílios para expandir a rede.

A primeira cerimônia de posse foi inaugurada pelo Ministro de Energia e Águas, João Baptista Borges, na Usina de Purificação de Água  Sassa Zaubi Sassanha, e pelo Governador do Estado, Marcos Alexandre Nunga. Ambos os actos foram presenciados pelo Presidente  Parlamentar Bancário e Coordenador de Fiscalização do Politburo do MPLA em Cabinda, Virgílio de Fontes Pereira.  Após  duas inaugurações, a delegação visitou a central térmica de Marembo e confirmou a instalação de mais uma central de desvio aeronáutico com  capacidade de 25 MW. Esta é uma fase de teste e está programada para começar a operar comercialmente em meados de julho.

No município de Cabinda, o governo abriu um centro de distribuição Tchizo.

A estação de tratamento de água Sassa Zau, que foi inaugurada, depende da retirada do rio Chiluuang e está localizada na Aldeia de Bistrossanha em 17.836,90 m2 de terreno com o edifício da administração. Tanques de pré-oxidação e mistura rápida; Edifício de dosagem; 3 decantadores; Construção de filtro; Cockpit; Tanques de água tratada; Bombas, ventiladores, construção de equipamentos auxiliares. Edifício gerador; Madline; Estradas; Cercas e guaritas, área total de construção 6.431,55m2. O centro de distribuição Luvula-Lândana está localizado em uma área total de transplante de 3.300,00 m2  com dois reservatórios de 500 m3. Tanque elevado de 50m3. Sala de comando; Sala de bombas; Cobertura do gerador; Rodoviária; Vedada; Área de jardim e PTAI 250 KVA, capacidade total de armazenamento de água de 1.050 m3. Por fim, o Centro de Distribuição de Tchizo, também lançado hoje, possui uma área total de transplante de 7.912,00 m2 e quatro reservatórios de 5.550 m3. Tanque elevado de 375m3. Edifício de escritórios; 2 cockpits; Edifício de geradores; Estrutura de bombas; Estradas; Vedado; Zona de jardim e casa suportada por PT250Kva. Um total de 22.575 m3 de armazenamento de água. Segundo o ministro João Baptista Borges, o comissionamento deste sistema de reforço vai garantir melhores condições para quem vai ser beneficiado. O ministro disse que este foi um esforço desenvolvido pelo governo executivo, liderado pelo presidente Joan Manuel Gonzalves Laurenso, depois de trabalhar com o Ministério da Energia e Pescas para a  conclusão e apreciar a boa cooperação dos governos locais. Este objetivo. João Baptista Borges salientou ainda que  o projecto actualmente iniciado foi iniciado há cerca de cinco anos. Governador em nome de todos Cabindas.

Artículos recientes

Historias relacionadas